O que é Síndrome pós-COVID-19?

Pessoas infectadas pelo COVID-19 e já recuperadas, geralmente se sentem melhores após algumas semanas. Porém, infelizmente, algumas pessoas levam mais tempo para sentirem-se totalmente recuperadas. A Síndrome pós-COVID pode afetar o corpo inteiro.

Ressaltamos ainda que ambas denominações, ainda estão bastante controversas na literatura científica atual, e que poderão ser alteradas ao longo do tempo. Ressaltamos ainda que ambas denominações, ainda estão bastante controversas na literatura científica atual, e que poderão ser alteradas ao longo do tempo.

Três definições específicas foram desenvolvidas para serem utilizada pelos profissionais de saúde. Elas são usadas como guias, para que as pessoas consigam assistência e tratamentos específicos, caso necessário:

  • COVID-19 Aguda: sinais e sintomas da COVID-19 por até quatro semanas.
  • COVID-19 Sintomática Persistente (ou COVID prolongado): sinais e sintomas da COVID-19 entre quatro e doze semanas.
  • Síndrome pós-COVID-19: sinais e sintomas desenvolvidos durante ou após a infecção, consistentes com COVID-19, que continuam por mais de doze semanas, e que não se enquadram em diagnósticos alternativos.

O termo COVID Prolongado será utilizado aqui para descrever os sinais e sintomas que duram por mais de quatro semanas.

Aceitamos dizer que você tem a SPC (Síndrome pós-COVID), se você permanece com os sintomas mais de três meses após a recuperação, independente de ter desenvolvido a forma leve (sintomas leves e sem necessidade de internação), moderada (quando existe a necessidade de assistência de saúde e pode haver a necessidade de internação para cuidados especiais) ou grave da doença (quando existe a necessidade absoluta de internação em unidades de terapia intensiva ou semi-intensiva). Assim, se você vai ou não desenvolver a Síndrome pós-COVID-19, não está relacionado com quão severa foi a sua infecção durante a doença ou se faz parte dos chamados grupos de risco (obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doença pulmonar ou cardíaca, problemas renais ou hepáticos, idade avançada, dentre outros), mas sim, aos sintomas que se apresentam após a recuperação. Confira a lista abaixo e esteja atento. Em caso de necessidade, contate um profissional.

Os sintomas e sinais após a COVID-19 Aguda podem variar consideravelmente. Os sintomas mais comumente citados incluem (mas não se limitam a):

Sintomas respiratórios:

  • Falta de ar
  • Tosse
  • Redução da capacidade pulmonar
  • Cansaço
  • Taquipnéia (respiração acelerada)
  • Apnéia do sono
  • Fibrose pulmonar

Sintomas cardiovasculares (coração e circulação):

  • Aperto no peito
  • Dor no peito
  • Palpitações
  • Trombose
  • Vasculite
  • Endocardite ou miocardite
  • Arritmias
  • Insuficiência Cardíaca
  • Oscilação da pressão arterial
  • Hemorragia retiniana (sangramento da retina – olhos)
  • Taquicardia de repouso (batimento acelerado do coração)
  • Edema
  • Hipertensão arterial

Sintomas gerais

  • Fadiga (cansaço)
  • Febre
  • Choque
  • Calafrios
  • Sudorese
  • Dor no fundo dos olhos
  • Insônia
  • Perda de peso
  • Desmaios
  • Arrepios

Sintomas neurológicos

  • Disfunção cognitiva (confusão, perda de concentração ou de memória)
  • Dores de cabeça (cefaléias)
  • Alterações no sono
  • Pontadas ou dormência na cabeça
  • Tontura
  • Demência (em pessoas idosas)
  • Confusão mental
  • Neuropatias e parestesias
  • Dificuldade com a linguagem

Sintomas gastrointestinais

  • Dores abdominais
  • Enjôo
  • Diarréia
  • Má digestão
  • Redução de apetite ou anorexia (em pessoas idosas)

Sintomas musculoesqueléticos

  • Dores nas articulações
  • Dores musculares
  • Hipotrofia muscular
  • Perda de função motora

Sintomas metabólicos

  • Diabetes Mellitus
  • Hepatite
  • Colangite (obstrução ou inflamação das vias biliares)
  • Policitemia (produção de sangue em excesso)

Sintomas psicológicos / psiquiátricos

  • Depressão
  • Ansiedade
  • Stress pós traumático
  • Transtornos mentais
  • Distúrbios psiquiátricos
  • Alteração de humor
  • Inquietação
  • Paranóia

Sintomas Otorrinolaringológico

  • Zumbido no ouvido (Tinnitus)
  • Dor de ouvido
  • Dor de garganta
  • Tontura
  • Perda de paladar (anosmia)
  • Perda de olfato (ageusia)
  • Perda auditiva
  • Atordoamento
  • Escarro

Sintomas dermatológicos

  • Pele irritada
  • Manchas na pele
  • Perda de cabelo

Sintomas Renais

  • Insuficiência Renal
  • Edema (inchaço)

Até o presente momento o que sabemos é que a COVID-19 é uma doença viral infecciosa sistêmica e que em alguns casos pode evoluir para uma inflamação aguda. Isso quer dizer que ela pode acometer um ou mais órgãos ou sistemas do corpo. Os mais comuns, são o sistema respiratório, sistema cardiovascular e sistema nervoso, mas pode se manifestar em qualquer região, como articulações, músculos, pele, ouvido e até na pele. Quando vírus invade as células do corpo, em alguns casos pode ocorrer uma inflamação aguda fazendo liberar substancias inflamatórias que alteram o funcionamento normal do organismo, sendo essa a hipótese mais aceita para justificar os muitos dos sintomas da SPC.

Não existe um exame específico para identificar a SPC, já que ela depende dos sinais e sintomas descritos pelo indivíduo durante a consulta. Em alguns casos, será necessário o complemento de análise do sangue, tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética. Mas, para que haja o diagnóstico, obrigatoriamente o indivíduo deverá ter diagnóstico prévio de COVID-19, mesmo que haja sorologia negativa para imunidade. É necessário que haja atenção da equipe de saúde para identificar os sinais descritos pelos pacientes para que possam ser orientados quanto ao tratamento mais adequado para recuperação.

Entenda mais sobre o resultado da sorologia:

IgG negativo IgG positivo
IgM negativo A pessoa nunca entrou em contacto com o microrganismo. A pessoa entrou em contacto com o microrganismo numa infecção antiga ou teve sucesso com a vacina.
IgM positivo A pessoa está ou esteve há poucos dias com uma infecção aguda. A pessoa sofreu uma infecção recente, há umas semanas ou meses.

Tabela informativa para sorologia COVID-19

Apesar da crescente demanda atual, ainda não existe tratamento específico para tratar a SPC, já que esta pode ser multissistêmica e multifatorial. Isso significa que comumente haverá a necessidade de intervenção de mais de um ou mais profissionais de saúde e que abordarão o tratamento mais adequado para cada caso. Existem hoje centros de reabilitação dentro de hospitais e clínicas particulares para atender as demandas desses pacientes. Alguns profissionais estão dedicados a atender e estudar cada vez mais os sintomas da síndrome pós- COVID. Para facilitar a busca catalogamos alguns profissionais e unidades de serviços de reabilitação pós- COVID, por especialidade ou programa de tratamento. Clique abaixo e saiba mais.

Locais com serviços especializados

Aqui você encontra as clínicas e hospitais especializados no tratamento e reabilitação de pessoas com sintomas da SPC.

Saiba mais

Parceiros cadastrados

Lista de médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas e psicólogos cadastrados.

Saiba mais

“Cada sonho que você deixa pra trás, é um pedaço do seu futuro que deixa de existir.”

 

Steve Jobs

“Cuidar da saúde física e mental é o caminho para um amanhã melhor.”