O Dímero D é um marcador de hipercoagulação e pode ser facilmente coletado através de uma amostra do sangue para ajudar a definir a necessidade da utilização de medicação anticoagulante em indivíduos que foram diagnosticados com COVID-19. Ela faz parte do protocolo de exames pedidos após a confirmação da doença e sua concentração elevada, mesmo nos estágios mais iniciais, está relacionada ao potencial de severidade da COVID-19.

As alterações no sangue estão presentes na maioria dos casos, e se não tratados de maneira e em tempo adequados, poderão evoluir para a formação de pequenos trombos que acabarão por prejudicar as trocas gasosas nos pulmões ou em qualquer outro tecido do corpo, reduzindo a oxigenação e podendo levar a complicações severas e maior taxa de mortalidade.

 

Dra. Daniela de C. Vergilio

Sobre o autor

Leave A Comment